Vinho Sapo de Otro Pozo

 Vinho Sapo de Otro Pozo
Vinho Sapo de Otro Pozo

Sua presença é imponente esteja onde estiver. Apesar de não ser bem vindo, não passa despercebido. Sua adrenalina é um risco, uma chave. Sapo de Otro Pozo, que adora jogar como adversário.

Colheira manual. Fermentação em tanques de concreto. 30% do vinho foi envelhecido em barricas de carvalho francês de segundo uso durante 12 meses. 70% armazenado em tanques de concreto.
30% Malbec da finca Vista Flores, 30% Malbec da finca Gualtallary, 20% Syrah da finca Los Chacayes e 20% Cabernet Franc da finca La Cons.

http://www.santaemilia.net.br/vinho-sapo-de-otro-pozo
Bodega Mosquita Muerta

Fermentação em tanques de concreto e bordalesas de carvalho francês. As uvas são fermentadas por 30 dias em baixa temperaturas e com leveduras provenientes dos vinhedos, para obter uma mayor expressão aromática. Nos tanques e nos barris se realiza uma movimentação manual feita com chapéu com trabalhos de rotação diária, para extrair taninos doces das peles e sementes. Esta mistura de tintas representa sinergia entre diferentes terroir e variedades. Os malbecs de altura não dão grande expressão aromática, acompanhada por um toque característico de Cabernet Franc e taninos bem marcados da Syrah. 50% do vinho foi envelhecido durante 14 meses em barricas de primeiro uso de carvalho francês.

Vinho Sapo de Otro Pozo


O projeto Mosquita Morta começou em 2010 pelas mãos de Jose Millan (filho). Ele é focado no desenvolvimento de Grands Crus. Por isso, faz uma criteriosa selecção de variedades diferentes localizadas em vinhedos próprios e de terceiros nas áreas mais importantes de Mendoza. Malbec, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Syrah, Bonarda e Merlot são algumas das variedades tintas que são usadas para incrementar os 4 vinhos vermelhos que compõem este projecto. A partir de 2014 ele começou a trabalhar com uvas brancas como a Chardonnay, Viognier, Sauvignon Blanc e Muscat de Alexandria, para o desenvolvimento de uma série de vinhos brancos, que foram lançados no final de 2015. Vinhedos em Gualtallary, Vista Flores, Chacayes, Tupungato, La Consulta, Los Arboles, Altamira, Perdriel e Medrano são o que dão vida a este projeto.


Dicas para beber vinho tinto
O lugar no qual você armazena seus vinhos deve ter temperatura entre 15 e 18 graus.
É bom deixar o vinho tinto respirar um pouco antes de servir. Em caso de vinhos mais velhos é preferível deixá-los respirar por ao menos uma hora antes de beber.
O vinho tinto não deve ser aquecido nem resfriado com procedimentos artificiais.
Para a temperatura do vinho tinto ficar ideal, deixar algumas horas antes de servi-lo exposto à temperatura ambiente, desde que não superior a 20ºC. Esta operação é conhecida pelo termo internacional "Chamber"
Para servir vinhos tintos, nunca encher mais que a metade da taça.
Para o serviço de vinhos tintos em uma refeição deve-se levar em conta seu caráter, primeiro os mais suaves depois os mais estruturados.

Para saber mais: aqui

0 comentários: