Vinho Colomé Lote Especial Tannat

Vinho Colomé Lote Especial Tannat

"A variedade Tannat é nativa do sudoeste da França, embora se tenha tornado uma variedade emblemática dos Vales Calchaquíes." Diz Thibaut Delmotte, enólogo dos vinhos Colomé.
Com uma cor muito escura, tem um nariz floral, com notas de frutos pretos, concentrados, elegantes e picantes, como um frescor e circularidade em taninos que destacam o sabor.

A vinícola Colomé foi fundada em 1831, pelo governador espanhol de Salta, Nicolás Severo de Isasmendi e Echalar. Em 1854, sua filha Ascensión, que se casou com José Benjamín Dávalos, introduziiu na vinícola Colomé uma cepa francesa de Malbec e Cabernet Sauvignon. Três vinhas, que remontam aos tempos, ainda produzem uvas que fazem o vinho Colomé Reserve. As vinhas pertenceram as famílias Colomé Isasmendi-Dávalos por mais de 170 anos. Foram adquiridas por Donald Hess em 2001.
Donald e Ursula Hess visitaram pela primeira vez o Valles Calchaquíes em 1998. Eles estavam procurando o terroir perfeito e ideal para os vinhos verdadeiramente únicos na para o clima da Argentina. O que eles descobriram foi muito mais do que isso, eles encontraram uma segunda casa. A majestade e a beleza natural da Colomé inspirado e rejuvenescido. Colomé foi comprado em 2001 e desde então tem levado à história recente de Colomé, a mais rica em conquistas e desenvolvimentos, tanto para as pessoas quanto para a Bodega Colomé.

Vinho Colomé Lote Especial Tannat

Sua visão inclui a responsabilidade social para o povo de Colomé. A Família Hess ajudou a construir o centro comunitário, igreja, a melhoria da escola e habitação da comunidade. Hoje Colomé proporciona trabalho e renda para a maioria das pessoas que vivem lá.
A Bodega Colomé é um ponto de referência de vinhos de qualidade e high-end na Argentina; produz e colhe mais de meio milhão de litros e exporta os seus vinhos para mais de 25 países em todo o mundo.

Dicas para beber vinho tinto
O lugar no qual você armazena seus vinhos deve ter temperatura entre 15 e 18 graus.
É bom deixar o vinho tinto respirar um pouco antes de servir. Em caso de vinhos mais velhos é preferível deixá-los respirar por ao menos uma hora antes de beber.
O vinho tinto não deve ser aquecido nem resfriado com procedimentos artificiais.
Para a temperatura do vinho tinto ficar ideal, deixar algumas horas antes de servi-lo exposto à temperatura ambiente, desde que não superior a 20ºC. Esta operação é conhecida pelo termo internacional "Chamber"
Para servir vinhos tintos, nunca encher mais que a metade da taça.
Para o serviço de vinhos tintos em uma refeição deve-se levar em conta seu caráter, primeiro os mais suaves depois os mais estruturados.

Para saber mais: aqui

0 comentários: