Assim como o vinho melhora com o tempo, você pode melhorar com o vinho

Vinho melhora a saúde das pessoas
O uso moderado do vinho pode trazer muitos benefícios, de acordo com alguns cardiologistas e diferentes pesquisas realizadas no Canadá, na Holanda e nos Estados Unidos. Por isso, é indicado uma taça diária de vinho tinto para homens e duas para mulheres ou três taças semanais de vinho tinto. O importante é saborear uma boa taça de vinho já que ele pode ser o mais novo aliado para melhorar a qualidade de sua vida. 
Cientistas americanos afirmam que beber com moderação leva a resultados melhores em testes de habilidade, emoção, mobilidade e capacidade de entendimento na meia-idade. As substâncias presentes nas uvas vermelhas podem melhorar a qualidade de vida, auxiliar no combate ao mau colesterol e ainda aumentar o bom colesterol. Por exemplo, o álcool aumenta os níveis do colesterol bom (HDL), reduz o risco de formação de coágulos e possui efeito anti-inflamatório. Os polifenóis reduzem a produção de substâncias vasoconstrictoras (endotelina) e a formação de trombos pela agregação plaquetária, além do seu efeito antioxidante. 
Outra substância muito pesquisada é o resveratrol, presente no vinho tinto, que pode proteger pessoas com alto risco de doença cardíaca e diabetes, pois auxilia na redução de possíveis problemas com doenças cardiovasculares, graças ao efeito antioxidante que pode diminuir os níveis de açúcar no sangue e ainda reduzir a pressão arterial – segundo pesquisas holandesas. As pesquisas canadenses confirmaram que o resveratrol presente no vinho tinto pode melhorar o desempenho físico, a função do coração e a força muscular. Além de atuar na prevenção de possíveis efeitos negativos causados pelo sedentarismo, o resveratrol, embora não substitua a prática de exercícios físicos, pode retardar a deterioração até que a pessoa possa começar a se mover novamente. 
Pesquisas americanas afirmam que a substância piceatannol, presente no vinho tinto, pode retardar a geração de células jovens de gordura e as impede de se transformarem em células maduras, o que transforma o vinho em um aliado no controle de peso.
Algumas pesquisas dedicam-se a comprovar os benefícios do vinho para as mulheres que bebem com moderação. Estudos confirmaram que as mulheres que bebiam uma ou duas taças de vinho por dia foram menos propensas a desenvolver osteoporose. Os ossos dessas mulheres ficaram mais fracos quando pararam de beber, e voltaram ao normal com menos de um dia depois que retomaram o hábito anterior. Mulheres que bebiam pelo menos três taças de vinho (150 ml) por semana eram até 52% menos propensas a desenvolver artrite reumatoide. Em outra pesquisa, foi observada uma redução em um dos fatores de risco para câncer de mama, pois há substâncias químicas nas cascas e sementes das uvas tintas que reduzem ligeiramente os níveis de estrogênio, enquanto ajuda a elevar a testosterona.
Resumindo, uma ou duas taças de vinho por dia podem melhorar a qualidade de vida de homens e mulheres, reduzir os riscos de algumas doenças, impedir o aumento de peso, prevenir efeitos negativos do sedentarismo, proteger contra doenças cardíacas e diabetes e ainda aumentar o desempenho físico. Para as mulheres, beber duas taças ou no mínimo três taças de vinho por semana pode reduzir o risco de artrite e ajudar a reduzir risco de câncer de mama, além de proteger contra a osteoporose e atuar contra o enfraquecimento dos ossos. O que você está esperando para pedir o seu vinho?  

0 comentários: